Buscar
  • Carla Brandão

Como seremos no pós-pandemia

Em tempos de crise, há muitas conjecturas de como seria a vida sem esse momento ou prognósticos de como será após tudo passar.

De fato, ninguém pode cravar como será, pois seria um exercício de futurologia. O Novo Coronavírus veio e impôs uma nova forma global de viver. Não há um ser humano que não tenha sido impactado por esse problema.


Todos estamos nos reinventando, após sentir a iminência da morte, da perda e viver no isolamento. No começo, muitas piadas. Depois, um temor enorme sobre o desconhecido. Algum tempo depois, algumas pessoas já tinham faxinado armários, a alma, suas histórias. Outros, arregaçaram as mangas para ajudar o outro a sobreviver, a comer, a se manter vivo.


Agora, todos aguardam. Alguns de forma letárgica e sombria. Outros, usam os prognósticos pessimistas para justificar as reclamações. Há, porém, quem se importe com o futuro, mas começa a construir uma nova realidade agora.


Não dá para viver esperando o dia que a pandemia acabar. Estou vendo amigos fazendo podcasts e lives, outros encontrando amores ou abrindo o coração para a dor alheia. Admiro quem cria novas receitas com os ingredientes que tem. Quando se tem tudo, fica fácil mesmo fazer um belo bolo. O difícil é tornar algo concreto tendo que mudar as crenças, as ferramentas, as opiniões. Mas, como diria Raul Seixas: “eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”.


O mundo pós-pandemia ou o novo normal vai impor um novo ritmo, certamente. Todos temos pressa para abraçar, passear, saborear o vento na cara, ir ao parque, tomar sol, namorar no cinema, visitar amigos. Se você tivesse um pedido, qual seria? Que o novo normal seja novo mesmo. E que a normalidade esteja atrelada ao amor, à empatia, à busca por conhecimento, ao valor que estamos aprendendo a dar ao simples, ao real, ao que fica, ao que importa. Chega de vitrine, eu quero mesmo é experiência.

52 visualizações

Imersão Poder 240

 Palestra

 Workshop

Livro

 

  • Espaço Carla Brandão
  • instagram
  • LinkedIn

@2018 carlabrandao.net